28/02/2018

OMS e Kate Middleton lançam campanha pela valorização da Enfermagem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a duquesa de

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a duquesa de Cambridge Kate Middleton lançaram ontem (27/02) a campanha Enfermagem Agora, um projeto com duração de três anos em prol da valorização das enfermeiras, enfermeiros e parteiras. O objetivo da campanha é estimular a criação de programas de treinamento e empregabilidade com base nas estatísticas da Organização das Nações Unidas (ONU) que apontam a carência de 9 milhões de enfermeiros, enfermeiras e parteiras para satisfazer as necessidades de saúde do planeta até 2030.

A presidente do Coren-CE, Dra. Ana Paula Brandão, recebeu a campanha com entusiasmo. “A gente espera que esse gesto internacional repercuta positivamente no Brasil, gerando em nossos governantes uma sensibilização para a valorização da profissão”, ponderou a presidente se referindo aos projetos de lei que envolvem a Enfermagem e que, atualmente, encontram-se parados nas casas legislativas.

Diante da carência de profissionais apontada pela ONU o Conselho cearense acredita que as condições de trabalho e a própria realidade do mercado têm sido fatores determinantes para que os jovens busquem outros ramos profissionais. “A Enfermagem é, sem dúvidas, a mola que impulsiona os sistemas de Saúde. Mas, é necessário que os empregadores percebam esta importância. Ultimamente tem crescido, inclusive, os casos de agressão nos postos de trabalho. A Enfermagem não merece tamanho descaso”, finalizou Dra. Ana Paula celebrando a iniciativa da OMS em parceria com Kate Middleton.

Outras metas previstas na campanha incluem o estabelecimento de redes globais de pesquisa e liderança política na área de enfermagem, garantindo que 75% dos países tenham um organismo de governança da enfermagem dentro das instâncias mais altas de gestão nacional da saúde.

Em três anos, a “Enfermagem Agora” também quer que todas as políticas globais e nacionais reconheçam o papel desempenhado pelos enfermeiros no cumprimento de objetivos de saúde pública. A iniciativa da agência da ONU mobilizará governos para a adoção de planos de desenvolvimento voltados para a categoria profissional.

Ainda de acordo com a OMS, programas para promover a cobertura universal de saúde também terão de apresentar propostas específicas para aprimorar a atuação dos enfermeiros, que são os profissionais de atendimento mais próximos da comunidade.




  • banner-edimensionamento-207x117
  • http://www.anjosdaenfermagem.org.br/