04/10/2021

Coren-CE realiza Ato de Desagravo Público a favor de enfermeiras da docência

O ato se deu após ofensas proferidas por Francisco Cirineudo Pereira, proprietário do curso técnico em Enfermagem – Instituto Livre

Na manhã de hoje (04/10), o Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Coren-CE) realizou Ato de Desagravo Público a favor das enfermeiras Leirivania Silva Mesquita e Anna Luiza Maggiotto Vilar, ambas profissionalmente ofendidas por Francisco Cirineudo Pereira no exercício legal da profissão de docentes do curso técnico em Enfermagem do Instituto Livre, gerido pelo autor das ofensas.  

Após apurar os fatos e as condutas do proprietário do Instituo Livre, o plenário do Coren-CE determinou a realização do ato, que aconteceu na sede do Conselho, em Fortaleza, e contou com a participação das profissionais desagravadas, conselheiros e fiscais do Coren-CE, além de alunos e ex-alunos da instituição de ensino.  

Diante de Cirineudo Pereira, também presente na ação, a presidente do Coren-CE, Ana Paula Brandão, leu a Nota de Desagravo e reafirmou, entre outros aspectos, “o compromisso do Conselho com a enfermagem e repudiar vigorosamente posturas que atentem contra o livre exercício da profissão, mantendo-se firme no sentido de coibi-las e adotar todas as medidas que estiverem ao seu alcance para sanar esses abusos”.  

Já publicamente desagravadas, as enfermeiras Leirivania Silva e Anna Luiza Maggiotto aproveitaram o espaço para relatar todas as lutas enfrentadas pela Enfermagem. “No momento em que solicitamos um piso salarial digno, também estamos aqui para lutarmos contra o desrespeito enfrentado por nós em nossos ambientes de trabalho”, relataram as profissionais desagravadas.  

Ao final do ato a presidente do Coren-CE declarou solidariedade às profissionais e destacou o papel da união das entidades na busca pela solução dos desmandos enfrentados diariamente. “Aqui sanamos os abusos sofridos por vocês com base na legislação que nos ordena. Para os problemas de ordem cível e até trabalhistas, o Sindicato poderá ajudá-las. Estamos juntas! A Enfermagem vai ser respeitada”, finalizou Ana Paula Brandão.




  • https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd_UTZBDglkMU4H7r0jErSSWo6o3YSZ4O4AT_5RHD5Xa1vTdw/viewform?vc=0&c=0&w=1
  • banner-edimensionamento-207x117