03/08/2017

Mestrado Profissional em Enfermagem tem aula inaugural com presidente do Cofen

Evento ocorreu nesta quarta-feira (2) no campus da Unifor, em Fortaleza

Presidente do Cofen discursa em aula inaugural

O presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Manoel Neri, participou nesta quarta-feira (2), da aula inaugural do Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem (MPTIE), da Universidade de Fortaleza (Unifor).

O mestrado faz parte dos 16 Programas de Pós-Graduação da Área de Enfermagem, contemplados no Acordo Cofen/CAPES (Edital n. 27/2016), com recursos custeados pelo Cofen. O programa da Unifor teve 160 enfermeiros inscritos que concorreram as 15 vagas ofertadas pela universidade em 2017.

A Vice-Reitora de Pós-Graduação da Unifor, Lilia de Morais Sales, enalteceu a iniciativa do Sistema Cofen/Conselhos Regionais em dar uma profunda contribuição para o engradecimento da profissão e dos profissionais de Enfermagem.

São 15 mestrandas que foram aprovadas no processo seletivo e receberam bolsa integral para o mestrado em Tecnologia, inovação e enfermagem. O projeto Cofen/Capes é voltado para enfermeiros que atuam no SUS e vai formar 500 mestres em 04 anos. É uma contribuição do Sistema Cofen/ Conselhos de Enfermagem para o desenvolvimento da profissão e a melhoria da qualidade da assistência de enfermagem prestada à população.

Para o Presidente do Cofen o mestrado é um marco histórico para a enfermagem brasileira.  “Colocamos em prática o maior programa de mestrado profissional do Brasil, uma gigantesca e arrojada estratégia do Cofen, abrindo chances de crescimento e de mudança para os enfermeiros. Nosso intuito é otimizar a assistência de Enfermagem à população brasileira nos serviços de saúde, fortalecendo o SUS”, ressaltou Manoel Neri.

Karla Rolim, coordenadora do MPTIE recebeu os convidados da aula inaugural

Para Osvaldo Albuquerque Sousa Filho, presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Coren-CE), o apoio a Programas de Pós-Graduação financiado pelo Cofen abre uma nova perspectiva de qualificação profissional para enfermeiros.

A conselheira federal Mirna Frota (Cofen), declarou que a implantação do MPTIE, torna real a possibilidade de se criar um corpo de conhecimentos comuns à equipe de Enfermagem, centrado no conhecimento do processo de inovação e desenvolvimento de tecnologias interventivas direcionadas as áreas da saúde da criança, do adolescente, do adulto e do idoso. 

O professor José Bastos, coordenador da Educação Continuada da Unifor e a professora Karla Rolim, coordenadora do Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação em Enfermagem da Universidade de Fortaleza, anfitrionaram os convidados e mestrandas.

 

 




  • banner-edimensionamento-207x117
  • http://www.anjosdaenfermagem.org.br/