11/04/2012

30 HORAS SÓ SERÁ APROVADA COM APOIO DE LÍDERES

O presidente da Comissão de Legislação Participativa, deputado Anthony Garotinho

O presidente da Comissão de Legislação Participativa, deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), sugeriu há pouco que os profissionais de enfermagem elaborem um documento para ser assinado por todos os líderes e levado ao presidente da Câmara, Marco Maia. Este texto deverá pedir a inclusão do Projeto de Lei 2295/00 na pauta de votações. “No meu primeiro ano nesta Casa, aprendi que nada é aprovado se não for de interesse do colégio de líderes”, explicou.

O PL 2295, que reduz de 40 para 30 horas a jornada de trabalho semanal dos profissionais da enfermagem, está pronto para votação desde 2009. Garotinho acrescentou que, sem uma bancada compromissada com a proposta, o projeto não será votado.

Governo
Para a deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), ao contrário do que sustenta Garotinho, a entrada do PL 2295 na pauta não depende apenas do colégio de líderes, mas de um acordo com o governo. “Se o projeto for levado ao plenário, não temos nenhuma dúvida de que será aprovado”, assegurou.

Também presente, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) acrescentou ser necessária também uma reunião com o líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP). “Acho importante esse encontro, inclusive para mostrar ao líder a carta da presidente da República, Dilma Rousseff, em que assume o compromisso com as 30 horas”, defendeu. LEIA A CARTA

Os parlamentares participam de audiência pública realizada pela Comissão de Legislação Participativa para discutir a jornada de trabalho dos profissionais da enfermagem. 

A reunião ocorre no auditório Nereu Ramos.

Fonte: 
Agência Câmara



  • https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd_UTZBDglkMU4H7r0jErSSWo6o3YSZ4O4AT_5RHD5Xa1vTdw/viewform?vc=0&c=0&w=1
  • banner-edimensionamento-207x117