01/11/2021

Nota de Repúdio

O Coren-CE repudia as agressões sofridas pela enfermeira Raíssa Guedes durante plantão profissional

O Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Coren-CE) vem, através desta, repudiar veementemente as agressões sofridas pela enfermeira Joana Raissa Guedes Barreto, ocorridas ontem (31/10), durante plantão profissional no Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), em Fortaleza.

Ao zelar o repouso das crianças ocupantes de uma enfermaria, solicitando o silêncio necessário por parte de uma mãe eufórica com o desaparecimento de um aparelho celular, a enfermeira Raíssa Guedes levou um tapa, sendo, em seguida, vítima de uma tentativa de estrangulamento. A profissional foi socorrida por outros trabalhadores da Enfermagem e demais mães que acompanhavam seus filhos nos leitos da referida enfermaria.

É inaceitável que, para além da desvalorização por parte dos contratantes, profissionais de Enfermagem sejam alvos da violência daqueles que são, na verdade, a grande razão do nosso trabalho.

Sabemos que o fato ocorrido ontem, no HIAS, infelizmente, não é uma ocorrência isolada. Todos os dias, trabalhadores da Enfermagem são vítimas da fúria criminosa de quem freqüenta unidades de saúde, seja como pacientes ou quanto acompanhantes. Portanto, ao nos solidarizarmos com a Dra. Raíssa Guedes, nos colocamos à disposição de qualquer enfermeiro, técnico ou auxiliar de Enfermagem que se sinta agredido, caluniado ao coagido no exercício da sua função.

Solicitamos, ainda, que o Hospital seja um colaborador do judiciário, oferecendo dados e todas as provas materiais que possam ser importantes na elucidação do caso. Às autoridades policias fica o nosso apelo: justiça. Não aceitaremos a impunidade.

 

Conselho Regional de Enfermagem do Ceará – Coren-CE

01 de novembro de 2021.




  • https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSd_UTZBDglkMU4H7r0jErSSWo6o3YSZ4O4AT_5RHD5Xa1vTdw/viewform?vc=0&c=0&w=1
  • banner-edimensionamento-207x117